Vlogueiros invadem supermercado à noite

Para quem achava impossível invadir um supermercado e à noite, se surpreendeu com com os quatros vlogueiros, Kéfera, PC Siqueira, Kaué Moura e Cid, os quatro fizeram a festa em "Noite no Hiper". 

Os quatro amigos conseguiram se esconder um dos maiores supermercados da cidade de São Paulo. Cada um em um luar diferente, quando se deram conta que já não havia mais ninguém. Eles se juntaram e partiram para uma festinha particular, com muita brincadeira e uma grande pitada de bom humor. 



Quem ai não tem um sonho de passar uma noite em um supermercado hein, esses ai tiveram coragem! Só não sei o prejuízo depois, hein! Mas tudo indica, que a "festinha particular" foi apenas uma estratégia de marketing. 



Um breve adeus

A conversa que não tivemos, quero te pedir desculpas, pelo ocorrido sei que não deveria ter feito aquilo desligar o telefone como fiz, mas você me obrigou a fazer.

Bom, sei que eu estava atrasada, mas sei que aquilo me era muito importante, como também era importante pra você, estava saindo naquele momento que me ligou já tinha terminado o trabalho da faculdade, como disse já estava saindo sabia que você estava chateado pela sua voz ao telefone, mas você também não me compreendeu, sei que já brigamos muito e muitas vezes, mas isso significa que há sentimentos, se não, não me importava com você do jeito que me importo, sei que estava ansioso, sei que você fez de tudo naquele domingo por mim, ia me levar na sua casa, um avanço muito importante nas nossas vidas, pois vi naquele momento que você confiou em mim, muito legal da sua parte. 

Pela primeira vez na sua vida você cedeu pra mim, vi ali a esperança de um garoto que não conheço, ou que conheço, e que eu sempre esperei, o garoto que confiasse em mim. 

Meu querido, é com os olhos cheios de lágrimas que te digo, você é alguém que amo, mas ao mesmo tempo eu nem conheço direito, não sei teu passado se quer teu sobrenome, não sei nada da tua vida, queria simplesmente que fosse apenas o garoto, aquele que pela primeira vez na vida, tive a coragem de olhar e te entregar uma fitinha e sabia que era você... apenas você.

O que puxou conversa, quando eu mais precisava falar com alguém naquele navio, você não sabe o esforço que fiz só pra te oferecer aquilo, naquela noite, e eu te esperava e como eu te esperava e você veio... nossa porque não te conheci um dia antes?? 

Aquele final de semana se tornaria mais inesquecível do que já é hoje... Hoje, você é alguém muito importante na minha vida nem imagina o quanto... apenas queria que você me compreendesse, como sempre te pedi...Sei que você não tem o mesmo sentimento infelizmente...pois eu queria que você tivesse, ou será que tem mas não demonstra? São perguntas que eu apenas não posso responder.

Relatos de junho de 2011

Planos que se foram e os que estão por vir

Nesta quinta-feira, eu queria ter acordado feliz para planejar a viagem dos meus sonhos, que faltam 4 meses para acontecer, mas não! Hoje eu acordei triste, sem vontade, sem sonhos, sem futuro... A vida se torna algo difícil quando paramos e percebemos que nem tudo é da forma que queríamos que fosse. 

Depois que você cresce, você entra em um mundo desconhecido, onde você tem que conseguir um emprego certo, sair  da  sua casa, porque seus pais não aguentam mais você, ou porque simplesmente já é a hora de ir. 

Hoje eu preciso apenas me encontrar, conseguir um bom emprego, voltar para a cidade grande e finalmente viver uma vida onde eu não dependa de alguém para viver. Ser a dona das minhas próprias coisinhas, mas a responsabilidade disso tudo é tãoooo difícil. 

As vezes fico pensando em largar tudo, que na verdade não é muita coisa, e sair por ai, sem destino. Já em outras oportunidades fico pensando, e se eu sair por ai e passar fome, onde vou morar? Onde vou comer? E se eu não conseguir? Poxa, porque tudo na vida tem que ser assim? Tão difícil!

Já morei sozinha uma vez, fui morar em São Paulo, mas foi com uma amiga, e nós dividíamos tudo, exatamente tudo, supermercado, feira, net e aluguel. Mas e agora, sozinha, sem ninguém para dividir nada! Como agir? E o medo de alguma coisa dar errado? Muitas perguntas circulam na minha cabeça e as vezes nem sei o que fazer e nem a melhor forma de agir, mas enquanto isso a vida vai passando e a cobrança vai ficando cada vez maior. Mas um caminho eu tenho que seguir, que seja o melhor para mim. 



Inspiração para fotografar em campos floridos

Conseguir uma foto surpreendente é difícil, né? Esses dias estava com uma inspiração de fotografar em um campo cheio de flores, iguais à do tumblr, mas não achei um campo legal, sabe? Mas sempre achei lindo os estilos fotográficos que podem ser composto em lugares como esse. Como não consegui um ensaio decente, trouxe uma inspirações para vocês, quem sabe vocês não consegem fazer em sua determinada região. 











Em entrevista, Marcelo Adnet brinca: "Antes eu era genial. Na Globo, virei vendido"

Top tomara que caia de franjas, combinado com botinha branca de salto e faixinha no cabelo. Sim, é dura a vida do humorista. Que o diga Marcelo Adnet assim caracterizado de Ney Matogrosso na sua nova empreitada na Globo.

Neste domingo, ele estreia no "Fantástico" seu terceiro projeto na emissora, após sofrer uma enxurrada de críticas negativas nos dois primeiros. Adnet fará sátira de videoclipes que fizeram história no dominical.

O quadro trará versões revisitadas de clipes nacionais, com direito a letras à la Adnet, que ganhou fama e elogios na MTV com suas paródias e improvisações.

 A contratação do humorista pela Globo, há seis meses, teve "première" no próprio "Fantástico" e criou uma enorme expectativa sobre o menino prodígio do humor, que começou na MTV aos 26 anos e hoje está com 31.

Em abril, estreou na emissora como o protagonista da série "O Dentista Mascarado", escrita por Alexandre Machado e Fernanda Young (de "Os Normais"). "Uma experiência de passagem", diz.

"Tenho uma vocação mais autoral, mas achei a experiência boa", conta. "Faltou as pessoas entenderem que era só o meu começo na Globo. Não sei por que toda essa ansiedade."

Da primeira experiência, Adnet levou os diretores, José Alvarenga Jr. e Rafael Miranda, que seguem ao seu lado nos projetos seguintes.

A segunda aposta, um quadro sobre a Copa das Confederações no "Fantástico", também não agradou muito.

"Esse foi uma encomenda do pessoal do programa que eu topei. Não dá para agradar a todos. Nem quero isso. É chato ser unanimidade", continua. "E quer saber? Não me arrependo de nada não, viu?"

Escolado, o humorista diz que as "pedradas" lhe fizeram bem, e que agora, finalmente, fará algo autoral na nova emissora.

"Claro que tinha muita coisa pesada nas críticas, mas acho que eu não mudei. O que mudou foi o jeito que as pessoas olham para mim", diz Adnet. "Antes eu era o cara criativo, genial. Agora, na Globo, eu virei um crápula, um vendido [risos]", afirma.

"Ninguém me impôs nada na emissora, eu que topei fazer os projetos, tive liberdade total para escolher."

MAMONAS

A nova aposta, a sátira de videoclipes que entra no "Fantástico" hoje, nasceu de uma sugestão do amigo Marcius Melhem, também humorista no canal.

"Essa mistura de humor e música, que os Mamonas [Assassinas] faziam tão bem, não pode ficar enterrada com eles", diz Adnet, que criará paródias contemporâneas para clássicos de Ney Matogrosso, Elis Regina, Alceu Valença, entre outros.

"A caracterização do artista e a estética do videoclipe serão as mesmas da época, mas vou criar letras atuais com críticas, mensagens políticas, com uma posição sobre as coisas", comenta. "Não quero humor chapa branca."

Questionado sobre o enquadramento no "padrão Globo", mais quadrado que a MTV, Adnet diz que encontrou liberdade total na emissora, mas sabe que a sua responsabilidade hoje aumentou muito em relação à MTV.

Em 2011, no quadro "Casa dos Autistas" (MTV), o comediante fez piadas com portadores da síndrome,
e depois foi a público se desculpar.

"Não me enquadrei em nenhuma estética na Globo e não entendo essa mania de buscar: 'tudo o que o público quer'", conta ele. "Pode ser que alguns não entendam a piada, mas quero forçar um pouco mais, ir além, trazer um horizonte, sabe?"

Adnet está triste com o rumo tomado por sua ex-emissora. O Grupo Abril devolverá em setembro a marca para o conglomerado americano Viacom, que vai lançar um novo canal com o título, agora na TV paga.

"Não existe nada igual a MTV, mas ela sempre foi meio deixada de lado", diz. "Há vantagens e desvantagens. A vantagem é que ser pequena permitiu muita experimentação, a desvantagem é ver ela acabar assim. Mas todos que passaram por lá levam uma marca da MTV, e isso fica para sempre com a gente."

Fonte: Folha de São Paulo

Popular Posts

Like us on Facebook

Formulário de contato